Lançamento do novo romance de André Pinto Bessa

Segunda-feira, 09-Dez, às 18:00, no Arquivo Nacional da Torre do Tombo (em Lisboa)

André Pinto Bessa acaba de publicar o seu sexto livro, o romance intitulado “A Paixão de Peter Harding”, um thriller passional em que se cruzam duas histórias, separadas por 70 anos. “Espionagem e agentes duplos, conspirações contra Hitler, remessas secretas de volfrâmio, ouro e notas, tramoias de um ‘génio financeiro’ que em Nova York vai ludibriando clientes, accionistas e autoridades; são estes os ingredientes deste livro.”

A obra e o autor serão apresentados pelos Senhores Dr. Guilherme d’Oliveira Martins e Dr. Jaime Nogueira Pinto.

Anteveja o livro e conheça o seu autor clicando na imagem

banner_FB_sessão_A_Paixao_de_Peter_Harding

António Martins de Matos publica “Vila Baleira”

clique na imagem para ver ou adquirir o livro e conhecer o seu autor

banner_FB_Vila_Baleira

Numa pequena ilha do Atlântico, descoberta em 1418 por uns tais de Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira, anos mais tarde habitada por um outro, desconhecido à altura, de seu nome Cristóvão Colombo, já no início deste Século XXI vão-se encontrar as principais personagens deste romance, a saber:

  • um Escritor, triste, solitário e meio perdido nas agruras da vida, que por ali anda em busca de inspiração;
  • um jovem Fotógrafo, tornado famoso por causa de umas “abóboras” e alguns outros vegetais, aos poucos transformado em Repórter e Historiador;
  • uma Controladora Aérea, alentejana de Cuba e muita atrevida, de passagem pela ilha, à procura de melhores oportunidades;
  • uma Profeta, nome dado aos naturais daquela ilha dita dourada, em que chamam bagas aos olhos, pau de lume aos fósforos e balaios aos cestos.

Vai ser o ponto de partida para uma história, talvez em tudo ou nada fora do habitual, ou não fosse aquele local… uma Ilha Encantada.

Apresentação do livro “aVenturas de corAções”, de Lourdes Vila Viçosa Maneta

Sábado, dia 07-Dez, às 12:00, na sala Nietzsche da Fábrica Braço de Prata (Rua da Fábrica de Material de Guerra, 1, 1950-128 Lisboa)

Lourdes Vila Viçosa Maneta, nascida em Vila Boim (Elvas), desde sempre vocacionada para a Psicologia, as Artes e a Filosofia, apresenta mais uma obra da sua autoria, intitulada “aVenturas de corAções – A menina cor do sol & O menino cor do céu”, em que, “na descoberta de inesperados mundos, as personagens conhecem diferentes amiguinhas e conquistam a liberdade para questionar e é este valor que os leva a decidir onde, como e com quem querem viver”. Um livro que “estabelece pontes entre fantasia e realidade, é intergeracional e dirige-se a todos os públicos”.

A sessão contará com um Moscatel de Honra e um momento musical.

Anteveja o livro e conheça a sua autora clicando na imagem

banner_FB_Aventuras_de_Coraçoes_apresentacao_02

aVenturas de corAções convidam-nos a interpelar a vida e a viajar pelo Parque das Nações. Estabelece pontes entre fantasia e realidade. É intergeracional e dirige-se a todos os públicos.

A génesis amorosa do nascimento da Menina Sol & Menino Céu é surpreendente por estar relacionada com sessões de Arte-Terapia. Eles conhecem bem a sua história pessoal e querem partilhá-la com crianças, adultos e anciãos.

Na descoberta de inesperados mundos, as personagens conhecem diferentes amiguinhas e conquistam a liberdade para questionar. É este valor que os leva a decidir onde, como e com quem querem viver.

As experiências no desconhecido são uma preparação para vivenciar e conhecer que corAções amarelos e azuis dão à luz corAções verdes. Ao desvendarem os mistérios da cor encontram: alegria existencial, a descoberta do Eu na aceitação de Si, na diferença do Outro e no meio que os rodeia. Os meninos decidem estudar e investigar diversas linguagens e paradigmas relacionais integrais que preservem a qualidade e sustentabilidade da vida dentro e fora do seu universo.

“Esculápios e Esculapices”, nova obra de João M. A. Soares

clique na imagem para ver ou adquirir o livro e conhecer o seu autor

banner_FB_Esculapios_e_Esculapices

Os chamados tempos modernos, pós-Revolução Industrial, hoje tão acusados de “agressões à saúde e ao ambiente”, corresponderam ao período em que o ser humano (nas regiões que “beneficiaram” dessas “terríveis agressões”) mais espectacularmente aumentou a sua esperança de vida.

Nas primeiras décadas do século XIX, a esperança de vida na Europa rondava os 33 anos e no final do século XX ultrapassou os 80 anos! Para tal, contribuiu diariamente a Ciência e o uso que dela fez a Medicina, a ponto de o médico ser hoje olhado como “alguém que tem de resolver o problema” (de saúde), seja ele qual for, seja qual for o paciente.

O médico, hoje ainda mais que no passado, tem pois as “obrigações” de Esculápio, o deus da Medicina na Mitologia Grega. Quando as coisas correm mal ou correm menos bem, os Esculápios de hoje são sempre causa de conversas sisudas ou de recordações jocosas. São as esculapices… Para ler e sorrir, com coisas sérias…

“Saberes de uma Vida – Provérbios e Expressões Populares”, primeira obra de Edite Barroso

clique na imagem para ver ou adquirir o livro e conhecer a sua autora

banner_FB_Saberes_de_uma_vida

Este livro nasce do sonho da autora, atualmente com oitenta anos, pois é a compilação do saber expresso nos provérbios populares que a todos dão lições.

Apresentação do livro “Histórias da “Periferia”, Na origem do Serviço Nacional de Saúde”

Quinta-feira, 5 de dezembro de 2019, às 18:30, na Ordem dos Médicos (Av. Almirante Gago Coutinho, 151, 1749–084 Lisboa)

A apresentar pela Dr.ª Isabel Ribeiro (coordenadora), pelo Dr. Alexandre Valentim Lourenço (presidente do Conselho Regional do Sul da Ordem dos Médicos) e pelo Prof. Manuel Abecasis (prefaciador).

Anteveja o livro e conheça os seus autores clicando na imagem

banner_FB_Memorias_Periferia_apresentacao_03

O Serviço Nacional de Saúde é, sem dúvida, uma das mais importantes conquistas da revolução do 25 de Abril. Mas, o que em grande medida contribuiu para a sua implementação foi o Serviço Médico à Periferia (SMP), criado em 1975 e terminado em 1982.

Esta medida, obrigatória para todos os médicos que, concluído o seu internato geral, pretendessem obter uma especialização, levou-os a sair dos centros urbanos e, durante cerca de um ano, trabalhar num hospital concelhio, na “Periferia”.

E foi assim que a saúde, até então quase inacessível a grande parte da população, se tornou próxima e gratuita para todos. Deu-se pois uma verdadeira Revolução.

Este livro não é um estudo sociológico sobre o SMP, mas sim uma coletânea de memórias daqueles que, em 1978, partiram de Lisboa para diversos locais do continente e ilhas e que aqui recordam, para memória futura, as aventuras e desventuras desse tempo que a todos marcaram e deixaram saudades.

Nas linhas e entrelinhas destas histórias, umas mais divertidas, outras mais trágicas, desenha-se o país real que encontraram nessa época e retrata-se as dificuldades, o convívio e a amizade que os aproximaram e os ligaram às pessoas que tão calorosamente os acolheram.

“Testemunho de um Economista Social Comprometido na Humanização do Mundo”, uma obra antológica de João Moura

Já disponível nas livrarias

clique na imagem para ver ou adquirir o livro e conhecer o seu autor

banner_FB_Testemunho_de_um_economista_social_disponivel_em_livrarias

Prefácio: “Desabafo – Não perca por favor”, por D. Manuel da Silva Martins, Bispo Emérito de Setúbal

O livro resulta do desafio lançado por inúmeros colaboradores e da vontade do autor em corresponder, para “tentar pôr por escrito os Factos mais significativos em que me fui vendo envolvido e Ideias que fui tendo relacionadas com esses mesmos Factos e Ideias que têm ficado registados na minha memória”.

Enquanto economista com uma preocupação marcante no domínio social, João Moura revela-nos o contributo que a sua Formação, nomeadamente a partir da Família, da Religião, da Escola e, posteriormente, a partir dos primeiros contactos com o Mundo do Trabalho, do Estudo e Investigação em áreas sociais, da Doutrina Social da Igreja, para o que viriam a ser as suas principais motivações, inquietações ao longo do seu percurso pessoal e profissional até ao presente.

As diversas Actividades que manteve na Igreja Católica, assim como noutros domínios, nomeadamente no Sector Privado e Público, na área da Concertação Social, no Ensino na Universidade, mas também a nível Internacional, nomeadamente junto da OCDE, da OIT e do Conselho da Europa e, finalmente, a intervenção na Vida Política Portuguesa, são algumas das áreas em que o autor vai revelando alguns aspectos da realidade que teve que enfrentar.


O SitiodoLivro.pt

Insira aqui o seu endereço de email para seguir o Blogue e receber notificações dos novos artigos por email.

Siga-nos no Twitter

Quer publicar um livro? Saiba como aqui

Esclareça-se aqui como comprar-nos livros

Conheça as modalidades de pagamento que aceitamos

Para qualquer questão, contacte-nos desde já

Categorias

Arquivo por meses


%d bloggers like this: